Assine

Nomeado em 2016

Bispo António Augusto Azevedo celebra cinco anos à frente da Diocese de Vila Real

D. António Augusto Azevedo, Bispo de Vila Real. Foto © Diocese de Vila Real

O bispo António Augusto Azevedo, numa mensagem escrita por ocasião dos cinco anos que cumpre à frente da Diocese de Vila Real, reafirmou o compromisso de continuar a construir uma “Igreja diocesana com rosto renovado neste século XXI, fiel às suas raízes e tradições, mas com um rosto mais alegre, acolhedor e fraterno. Uma Igreja com um estilo mais sinodal, participativo e evangélico”.

O prelado agradeceu “o acolhimento caloroso” que tem recebido “por parte de todos, desde o primeiro dia até hoje” e que se renova em cada domingo nas comunidades que visita. “Uma palavra de especial reconhecimento endereço a todo o clero, pela sua incansável dedicação ao serviço da Igreja e pela colaboração com o bispo, bem como aos religiosos e religiosas que trabalham na diocese. Aos leigos e leigas manifesto a minha profunda estima e agradecimento pelo testemunho de fé e de serviço à missão eclesial nas variadas áreas”, escreve.

Dos últimos cinco anos, o bispo de Vila Real destacou “o excelente relacionamento com as várias instituições da sociedade civil”, com quem se tem aprofundado “um clima de diálogo, colaboração e respeito mútuos”. “Cada uma desempenha, na sua área específica, um papel fundamental na dinamização desta região”, defende.

António Augusto Azevedo realçou, também, alguns momentos importantes como “a celebração do centenário da diocese e a Jornada Mundial da Juventude, sem esquecer outros eventos diocesanos”. “O primeiro permitiu celebrar a história e as raízes profundas da nossa fé; o segundo ajudou a reconhecer o potencial dos jovens de hoje, esperança para a Igreja e para o mundo”, refere.

Em registo negativo, o responsável lembrou que “neste período fomos afetados por uma grave pandemia e pelas notícias de casos de abusos sobre menores que causaram profunda vergonha e sofrimento”. “O mais importante, porém, foi o caminho feito, os passos dados na fidelidade à vontade de Deus”, adianta.

O bispo de Vila Real lembrou, por fim, que no próximo domingo, dia 8 de julho, a diocese vai ordenar dois novos padres: “eles são um grande dom de Deus à igreja diocesana e, juntamente com os cinco que foram ordenados desde 2019, constituem a nova geração de sacerdotes de quem se espera muito entusiasmo e empenho em servir o povo de Deus”.

António Augusto Azevedo foi nomeado bispo-auxiliar do Porto a 9 de janeiro de 2016 e  a sua entrada solene na Diocese de Vila Real aconteceu no dia 30 de junho de 2019, sucedendo ao bispo Amândio Tomás que ocupava o lugar desde maio de 2011.

7MONTES é financiado pelo programa Local Media for Democracy do Journalismfund Europe www.journalismfund.eu

Escreva à redação

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!