Assine

Vila Real

Companhia Peripécia abre ao público “Biblioteca de Teatro” com 200 livros

Companhia Peripécia cria biblioteca móvel. Foto DR

São cerca de 200 os livros postos à disposição do público na “Biblioteca de Teatro” da companhia Peripécia, sediada em Vila Real, uma iniciativa que pretende assinalar os 20 anos de atividade deste grupo cultural.

O projeto resulta do restauro de uma caravana anteriormente utlizada pela companhia, que agora ganha “um novo propósito”. “As obras literárias disponíveis na biblioteca, adquiridas pela companhia ao longo dos anos, passam a estar acessíveis à comunidade, que as pode consultar e requisitar nas noites de Lua Cheia, Arte na Aldeia”, informa Sérgio Agostinho, cocriador e diretor artístico da Peripécia Teatro.

Na biblioteca é possível consultar as obras completas de Gil Vicente, vários títulos importantes da dramaturgia espanhola – como obras do Século de Ouro Espanhol, com autores como Lope de Vega, Tirso de Molina e Calderón de la Barca – e ainda exemplares de Peter Brook, Jacques Lecoq, Meyerhold ou Stanislavski. Além dos livros reunidos pela companhia, o projeto conta ainda com alguns títulos doados por elementos da comunidade local.

“Pelos mais variados motivos, fomos adquirindo e acumulando livros ao longo dos anos, o que resulta nesta coleção que tem estado fechada”, explica Sérgio Agostinho. “Pareceu-nos, por isso, pela qualidade das obras que temos, que fazia sentido disponibilizar ao público estas duas centenas de livros, numa perspetiva defacilitar o acesso a obras de teatro ou à teoria ligada à arte teatral”, conclui.

Este projeto é, também, “uma forma de dar uma nova vida a uma caravana de 1977, que foi o principal objeto de cena da produção ICEBERG – O Último Espetáculo, estreado em 2019 e que, entretanto, saiu de cena”, acrescenta Noelia Domínguez, que integra o elenco de atores da Peripécia.

A par da adaptação da carrinha, realizada pelos elementosda companhia, destaca-se também o trabalho gráfico de Fátima Bravo no processo criativo de decoração do espaço. Para este fim, a ilustradora e designer realizou uma residência artística em Vila Real, que teve a duração de cerca de uma semana.

“Inspirada pelo universo dos livros, criei uma representação visual que celebra a literatura como uma porta para infinitas viagens”, diz Fátima Bravo, que explica: “os planetas, estrelas, galáxias, folhas, flores e plantas que, ao entrelaçarem as suas formas, enquanto personagens fictícias, vão saltar das páginas para dançar pelas laterais da caravana”.

A “Biblioteca de Teatro da Peripécia” vai funcionar, numa primeira fase, nas noites de Lua Cheia, Arte na Aldeia, que decorrem mensalmente em Benagouro. Os livros podem ser consultados presencialmente ou requisitados. O alargamento do horário de funcionamento da biblioteca será definido de acordo com a dinâmica que a própria comunidade for dando ao projeto.

7MONTES é financiado pelo programa Local Media for Democracy do Journalismfund Europe www.journalismfund.eu

Escreva à redação

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!