Assine

Cowork em Bragança

Criar símbolos é dentro do MINA

O espaço onde as pessoas podem trabalhar em cowork. Foto © Rúben Castanheiro
O espaço onde as pessoas podem trabalhar em cowork. Foto © Rúben Castanheiro

O MINA Cowork e Creative Hub é um espaço de coworking localizado no centro histórico de Bragança, dinamizado por José Teixeira, 37 anos, licenciado em som e imagem, especializado em animação 2D e 3D e natural de Marco de Canaveses. Com a premissa de reunir uma comunidade em torno da Cultura, da Arte e do Design, este espaço abrange várias pequenas empresas, entre as quais a de José, a Bandido, destinada a motion design e animação. Um dos projetos em que está envolvido é o Diabo da Sé, o novo figurino da cidade.

José mudou-se para Bragança quando nasceu o seu terceiro filho. “Uma das minhas primeiras preocupações foi a de encontrar um espaço onde pudesse trabalhar em cowork, visto que trabalhei sempre em remote, quando vim para cá”, conta.

Aproveitando um espaço fechado há mais de 30 anos e impulsionado pelos tempos de pandemia, José remodelou o edifício, dando-lhe um ar jovem e um design diferenciador. O espaço não só é aproveitado por José, mas também para outras entidades culturais. “Nós disponibilizamos o espaço a algumas entidades culturais, como os Dedos Biónicos e o IPB”, refere.

José Teixeira, a cara do MINA Cowork e Creative Hub e da Bandido. Foto © Rúben Castanheiro
José Teixeira, a cara do MINA Cowork e Creative Hub e da Bandido. Foto © Rúben Castanheiro

José e a sua esposa, Sofia, estão envolvidos em vários projetos culturais na região, entre os quais o Diabo da Sé, o novo figurino da cidade de Bragança. Por ser a capital de distrito, carrega consigo os símbolos do diabo, da morte e da censura, mas ainda não estavam decididos no que toca à máscara, questão em que Miguel Moreira e Silva.

“O Miguel faz máscaras, baseadas nas de Podence e em outras do território, pelo que conseguimos criar algo que vai ao encontro da etnografia da região”, explica José. Sofia desenvolve ainda trabalhos de tapeçaria, aos quais acrescentou este diabo.

O MINA acolhe também vários concertos dinamizados pelos Dedos Biónicos. Será o espaço onde JULIUS GABRIEL, no dia 11 de maio, irá atuar, por volta das 21h30.

A visão para o futuro, passa por tentar “manter-se como está”. “Nós temos tentado agir como agentes culturais alternativos, dentro da cidade. O objetivo é dar continuidade a este projeto, com os vários coworkers permanentes”, termina.

Escreva à redação

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!