Assine

Até ao final do ano

Exposição mostra 2000 anos de história de Chaves

Exposição com acervo arqueológico patente até ao final do ano. Foto © CM Chaves

O Arquivo Histórico Municipal de Chaves tem patente até ao final deste ano uma exposição intitulada Chaves – 2000 anos de História para contar constituída por mais de 60 peças arqueológicas, muitas delas mostradas pela primeira vez, que permitem um olhar sobre os dois milénios de história da cidade e oferecem “um momento único de compreensão cultural das raízes locais”

Chaves – 2000 anos de História para contar permite explorar o legado histórico da cidade através de um conjunto de mais de 60 peças arqueológicas e arquitetónicas, muitas delas pela primeira vez em exposição, que serviram de inspiração na conceção da nova marca identitária.

A exposição permite também perceber o processo de investigação que deu origem à nova identidade visual apresentada em março pela autarquia. O logótipo e todos os restantes materiais gráficos desenvolvidos pretendem simbolizar a presença dos povos que passaram pela Aquae Flaviae, celebrando os tempos áureos da cidade romana, “uma história que acompanhou a civilização, atravessou épocas de conquistas e reconstrução, mas que mantém a sua identidade”.

Localizado no centro histórico da cidade, o Arquivo Municipal Histórico de Chaves foi escolhido para acolher esta mostra por se situar “num arqueossítio que coloca em evidência mais de 2000 anos de história”. De facto, nos trabalhos de requalificação do edifício realizados em 2007 foram descobertos vestígios de construções romanas que as escavações posteriores permitiram identificar como sendo uma ou mais casas para habitação de população mais desfavorecida.

Na inauguração da mostra, que decorreu no âmbito do Dia Internacional dos Museus, a 18 de maio, o presidente da câmara, Nuno Vaz, recordou que de algum modo as peças expostas “deram origem à nova marca identitária de Chaves” por ser nelas que os artistas se inspiraram na criação daquela linha gráfica.

Ao dar a ver “elementos relacionados com os vestígios arqueológicos que revelam a relevância que esta localidade teve” para os “vários povos que por aqui passaram”, a exposição permite, segundo o autarca, “fazer uma viagem cronológica, num circuito orientado, que coloca em evidência o acervo riquíssimo que integra este equipamento”.

Com recurso a elementos interativos – como modelos tridimensionais de algumas peças – num ecrã táctil, de forma que os visitantes interajam com os objetos de forma virtual, bem como algumas peças desenhadas em 3D para que os visitantes possam usufruir de uma experiência sensorial, o conjunto de peças expostas vem assim valorizar o espaço já existente.

A exposição, patente até ao final do ano de 2024, tem entrada gratuita, de segunda a sexta-feira, das 9hoo às 13h00 e das 14h00 até às 17h00, sendo que as visitas guiadas ao espaço carecem de marcação prévia, através do email comunicacao@chaves.pt, ou presencialmente no local da exposição.

No futuro, a autarquia pretende que os museus da cidade possam ser geridos de forma integrada, com um bilhete único que inclua, além do Museu das Termas, a visita ao Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, ao Museu da Terra Flaviense, ao Museu Ferroviário e à Torre de Menagem.

Arquivo Municipal Histórico de Chaves situa-se num arqueossítio. Foto © CM Chaves

7MONTES é financiado pelo programa Local Media for Democracy do Journalismfund Europe www.journalismfund.eu

Escreva à redação

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!