Assine

Teatro, música e liberdade

Filandorra vai “contar e cantar Abril” em 25 espetáculos

Filandorra leva 25 espetáculos a 13 localidades do interior Norte. Foto DR

A Filandorra – Teatro do Nordeste, companhia sediada em Vila Real, vai percorrer, neste mês de abril, mais de 3 000 quilómetros pela região para levar a palco 25 espetáculos que “abordam o antes e o depois da Revolução dos Cravos”.

Ao longo de duas semanas, através de uma performance teatral, o elenco vai “reviver a ditadura salazarista e os limites à liberdade de expressão, os tempos de clandestinidade, os movimentos anti-regime, a emigração e a guerra colonial”, anuncia David Carvalho, diretor da Filandorra.

David Carvalho, diretor da companhia de teatro. Foto © Filipe Ribeiro

“A narrativa centra-se na ‘Liberdade’, uma personagem idílica de apenas 12 anos, que foram os anos que tivemos para nascer, enquanto companhia, desde o 25 de Abril de 1974 até 1986, ano da fundação”, acrescenta o responsável.

Acompanhada de uma dezena de atores, esta pequena atriz, a mais nova da companhia de teatro, “vai narrar, através da música e do texto, o antes e o depois do 25 de Abril”, num conjunto de espetáculos que se dirigem à comunidade educativa e ao público em geral.

Ao todo serão 25 eventos, entre espetáculos de palco e arruadas, “pensados a partir de canções de intervenção da época”, que vão percorrer 13 localidades do interior Norte. O primeiro aconteceu em Penedono, a 12 de abril. O próximo é já amanhã, em Carrazeda de Ansiães.

No final da conferência de Imprensa que serviu para a apresentação do périplo “contar e cantar Abril”, os jornalistas puderam assistir ao concerto “30 minutos de Abril” aberto à comunidade e com entrada gratuita que decorreu na sala de ensaios da companhia.

Escreva à redação

Subscribe To Our Newsletter

Subscribe to our email newsletter today to receive updates on the latest news, tutorials and special offers!